Arqueomarxismo – comentários sobre o pensamento socialista, Alvaro Bianchi

R$40.00

Editora Alameda

Fora de estoque

Descrição

Como nos adverte Alvaro Bianchi na apresentação deste belo livro dedicado ao pensamento socialista, o neologismo “arqueomarxismo” é uma provocação. Uma provocação que exige ao mesmo tempo uma reflexão de uma renúncia. A reflexão advém da utilização do prefixo “arqueo” a fim de designar o início do marxismo. Naturalmente ele tem toda a razão: os autores aqui comentados – Lenin, Trotsky, Gramsci, Lukács e Benjamin – representam o princípio de uma tradição.

No entanto, o o prefixo nos remete a outro matiz, correlato, mas irredutível ao início. Trata-se da noção de fundamento. O que Alvaro Bianchi nos traz de provocativamente novo neste vibrante ensaio é essa combinação de autores em torno do fundamento do marxismo, isto é, a a autoemancipação dos trabalhadores. pode parecer uma banalidade, mas não é: como sabemos, Perry Anderson fez fortuna com sua distinção entre o marxismo “clássico” e marxismo “ocidental”.

Quer por ênfase temática, descontinuidade geracional ou distancia geográfica, o marxismo “ocidental” seria de certo modo oposto àquele dos primeiros marxistas – Lenin e Trotsky aí incluídos. Aqui não cabe o escrutínio crítico. Apenas a lembrança do conceito: para o historiador inglês, Lukács, Gramsci e Benjamin seriam os heróis fundadores de uma tradição “pessimista” e “esotérica”, além de profundamente enredada nas tramas da “cultura”.

Alvaro Bianchi revisitou tanto a obra dos clássicos quanto dos ocidentais a partir de uma preocupação distinta: antes de teóricos da economia, da política ou da cultura, são autores revolucionários. E isso faz toda a diferença: vitoriosos ou perdedores (vitoriosos e perdedores), cada um ao seu modo, os arqueomarxistas nunca abandonaram o terreno da revolução socialista. Eis o domínio que é também fundamento.

Se essa reflexão se faz contemporânea, é principalmente porque ela nos à renuncia à acomodação política, tão em voga nos dias atuais. Ao contrário do conservadorismo inerente ao classicismo daqueles que identificam na obra desses autores apenas uma rica fonte de ideias, os comentários de Alvaro Bianchi nos arremessam politicamente para fora do reformismo e do stalinismo. Para dentro do debate estratégico do socialismo. Provocativamente ele nos lança na direção do futuro do “arqueomarxismo”

Ruy Braga

(Professor do Departamento de Sociologia da Universidade de São Paulo)

Informação adicional

Peso 0.280 kg
Dimensões 21 x 14 x 1 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Arqueomarxismo – comentários sobre o pensamento socialista, Alvaro Bianchi”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *