Vivendo no fogo cruzado – Moradores de favela, traficantes de droga e violência policial no Rio de Janeiro – Maria Helena M. Alves, Philip Evanson

R$46.00

Em estoque

REF: 43.8.1 Categoria

Descrição

Retrato vivo do violento processo de tentativa do governo do Rio de Janeiro de retomar territórios da criminalidade nos últimos anos, esta obra, ilustrada com fotografias de Carlos Latuff, contesta a política de confronto com os marginais e traficantes, empregada ainda hoje pela Polícia Militar fluminense. Os autores trazem à luz o cotidiano de terror das comunidades expostas simultaneamente à truculência da PM, das milícias e dos traficantes, apontando ainda a resistência dos governadores às diretrizes do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), que disponibiliza recursos do governo federal para os estados investirem na área.

O livro também propõe rumos possíveis para a segurança pública no país, a partir de experiências internas e do exterior, como algumas das ações do próprio Pronasci e a proposta do relator especial das Nações Unidas, Philip Alston, de abolir a PM e substituí-la por uma nova força policial para servir, em vez de reprimir, a população.

Antes, porém, apresenta um relato histórico da segurança pública no país, particularmente no Rio de Janeiro. Retoma a origem remota da PM, filha da guarda real, nascida por decreto assinado pelo príncipe regente D. João VI em 1809. Explica como o papel da corporação, de policiar ruas e proteger a população, inverteu-se a partir da ditadura civil-militar (1964-1985), quando a PM passou a servir o estado no combate ao “inimigo interno”, ou seja, os opositores do regime. E mostra que após a redemocratização a polícia adotou um novo “inimigo interno”, os traficantes de drogas, mantendo a mesma mentalidade entronizada durante o regime de exceção.

O livro avalia as políticas de segurança adotadas pelos governadores do Rio de Janeiro desde a redemocratização, enfatizando avanços e recuos, sempre relacionados a interesses políticos, em relação ao foco em direitos humanos, e questionando o futuro das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), até agora instituídas somente nas favelas da zona sul da cidade maravilhosa, as menos violentas e mais próximas dos bairros de classe média.

Por meio de depoimentos dos próprios moradores das favelas e líderes comunitários, os autores mostram o terror a que eles estão submetidos, sem deixar de apontar a precariedade e o medo que predomina também entre os policiais – mal remunerados e mal preparados. Integram o livro ainda entrevistas com especialistas em segurança pública e políticos, como Lula, quando ele ainda era presidente, Fernando Henrique Cardoso e o governador Sérgio Cabral. Paulo Sério Pinheiro assina o prefácio: “Depois da publicação dos resultados desta monumental pesquisa ninguém poderá alegar não saber o que aconteceu (e o que continua acontecendo) durante a ocupação militar dos morros e comunidades populares na Cidade Maravilhosa”.

Informação adicional

Peso 0.456 kg
Dimensões 14 x 1.7 x 21 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Vivendo no fogo cruzado – Moradores de favela, traficantes de droga e violência policial no Rio de Janeiro – Maria Helena M. Alves, Philip Evanson”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *