Socialismo

Mostrando 1–5 de 32 resultados

    R$40.00

    A Construção da Pedagogia Socialista, N. K. Krupskaya

    A Editora Expressão Popular disponibiliza ao público mais um livro com escritos dos formuladores e construtores da Pedagogia Socialista no interior da Revolução Russa de 1917, sem dúvida um dos acontecimentos históricos mais importantes da época contemporânea. Esta obra traz um conjunto de 24 textos de Nadezhda Konstantinovna Krupskaya (1869–1939), publicados pela primeira vez no Brasil e traduzidos diretamente dos originais russos. K. Krupskaya foi uma forte liderança no grupo que formulou as concepções e práticas para as mudanças educacionais do período inicial da Revolução Russa, e que orientaram a política educacional do então Comissariado do Povo para a Educação, o Narkompros. Este período (1917–1929) é considerado “a época de ouro da Revolução Russa”,...

    comprar
    R$67.00

    A Crise do Neoliberalismo, Dominique Lévy e Gérard Duménil

    dívida doméstica insustentável e a crescente dependência de importações, aliados ao financiamento e ao desenvolvimento de uma estrutura financeira global frágil e impraticável, ameaçam a força do dólar. A menos que haja uma alteração radical da organização político-econômica do país, os autores preveem um declínio agudo da economia norte-americana – e não hesitam em diagnosticar: “Sair da crise vai ser muito difícil”. A do neoliberalismo é a quarta crise estrutural do capitalismo desde o fim do século XIX. A comparação com as crises anteriores – das décadas de 1890, 1930 e 1970 – coloca em perspectiva a análise profunda e detalhada que os autores fazem da situação atual. Contrapondo-se a diversas explicações sobre a...

    comprar
    R$40.00

    A Montanha que Devemos Conquistar – reflexões acerca do Estado, István Mészáros

    “A difícil questão para nós é: quanto tempo pode a perversa normalidade de uma ordem socioeconômica e política antagônica, com sua irreprimível tendência de afirmação global de seu domínio, manter sua dominação sem destruir a própria humanidade? Esse é o tamanho da montanha que devemos escalar e conquistar.” Em A montanha que devemos conquistar, o filófoso húngaro Istvan Mészáros aborda um tema que tem tradição no pensamento marxista: o Estado. Partindo de Platão e Aristóteles e fazendo de Hobbes e, especialmente, Hegel, seus principais interlocutores, o autor discorre não apenas sobre o Estado e o campo político em disputa, mas também sobre a sociabilidade capitalista numa época em que o sistema tornou-se efetivamente global....

    comprar
    R$38.00

    Afinidades Revolucionárias – Olivier Besancenot, Michael Löwy

    Afinidades revolucionárias Nossas estrelas vermelhas e negras. Por uma solidariedade entre marxistas e libertários Casos de confrontos entre marxistas e anarquistas são abundantes. Eventualmente, resgatam-se histórias de colaboração e convergência. Besancenot e Löwy vão além: querem, sob o signo da I Internacional, salientar a solidariedade histórica entre militantes anticapitalistas de todas as vertentes. Descrevendo a trajetória dos movimentos sociais da Comuna de Paris aos nossos dias, discutem ecossocialismo, planificação, federalismo, democracia direta e a relação sindicato/partido. Trata-se de uma obra sensível, entremeada pela esperança de que o futuro seja construído com cores vermelhas e...

    comprar
    R$44.00

    Alguém Disse Totalitarismo? – cinco intervenções no (mau)uso de uma noção, Slavoj Žižek

    Em Alguém disse totalitarismo? Cinco intervenções no (mau) uso de uma noção, Slavoj Žižek enfrenta o famigerado e pouco palatável tema do totalitarismo. Evitando ao mesmo tempo o polemismo barato e o detalhamento repetitivo, o filósofo esloveno envolve sua análise nos mais candentes impasses ideológicos do presente. Ao invés de apresentar uma crítica política das estruturas de exceção que constituem a administração totalitária, Žižek defende que a própria noção de “totalitarismo”, longe de ser um conceito teórico efetivo, é essencialmente um tapa buraco: “em vez de possibilitar nosso pensamento, forçando-nos a adquirir uma nova visão sobre a realidade histórica que ela descreve, ela nos desobriga de pensar, ou nos impede ativamente de pensar”. A...

    comprar