Sociedade

Mostrando 1–5 de 15 resultados

    R$44.00

    A Sociedade do Espetáculo, Guy Debord

    A notícia da morte de Guy Debord, em 30 de novembro de 1994, foi para a primeira página de quase toda a imprensa francesa, que o tratou como um dos mais importantes pensadores do século. Dias depois, a televisão exibiu “Guy Debord, son art et son temps”. Em seguida, o filme-documentário “A sociedade do espetáculo” também foi levado ao ar, pela primeira vez. Nada a estranhar, a não ser pelo fato de que o trabalho de Debord, em vida, fora sistematicamente ignorado por essa mesma mídia que ensaiou resgatá-lo depois de sua morte. Filósofo, agitador social, diretor de cinema, Guy Debord se definia como “doutor em nada” e pensador radical. Ligou-se na década de...

    comprar
    R$30.00

    Acionistas do nada – Quem são os traficantes de drogas – Orlando Zaccone

    A questão das drogas ilícitas e a forma como a sociedade lida com elas é tema de importância fundamental para delinearmos o tipo de comunidade que desejamos construir e pertencer. Estas substâncias proibidas são sempre ponto nevrálgico na problemática da desigualdade social, das políticas públicas e da violência. A sua gravitação entre o campo da legalidade e ilegalidade é o resultado de intensas …disputas de interesse. É preciso entender bem o que há por trás de discursos...

    comprar
    R$59.90

    Bandidos, Eric J. Hobsbawm

    Um livro considerado o ponto de partida dos estudos contemporâneos sobre a história do banditismo Em quase todo o mundo há relatos, narrativas orais e escritas, e músicas sobre eles. Encantadores e assustadores, os bandidos são fonte para um forte e contraditório imaginário sobre o poder, a violência e a justiça popular. Os “fora da lei” são a representação de uma recusa individual às forças sociais e à autoridade, mas ainda assim, muitas vezes, encontram na sociedade reconhecimento e proteção. O banditismo é considerado uma das formas mais primitivas de protesto social organizado. Mas “de que modo o elemento social do banditismo, que defende os fracos contra os fortes, os pobres contra os ricos,...

    comprar
    R$44.90

    Como Conversar com um Fascista, Marcia Tiburi

    Reflexões sobre o cotidiano autoritário brasileiro. Marcia Tiburi traz, em Como conversar com um fascista, um propósito filosófico-político: pensar com os leitores sobre questões da cultura política experimentada diariamente, de um modo aberto, sem cair no jargão acadêmico. O argumento principal é como pensar em um método, ou uma postura, para contrapor o discurso de ódio, seus reflexos na sociedade brasileira e repercussão nas redes sociais. A filósofa propõe o diálogo como forma de resistência e analisa notícias recentes e acontecimentos do mundo político para mostrar mais uma vez que é possível falar sobre temas complexos de maneira que todos compreendam. *** Com sua rara capacidade de explicar temas filosóficos para o leitor comum,...

    comprar
    R$30.00

    Cultura e Sociedade no Brasil: ensaios sobre ideias e formas, Carlos Nelson Coutinho

    Uma das principais características que marca a produção intelectual de Carlos Nelson Coutinho é a vinculação de suas reflexões teóricas (a crítica filosófica e literária) e a análise histórico-política (especialmente da formação social brasileira) às lutas sociais do povo brasileiro. Essa vinculação é também marcante em Cultura e sociedade no Brasil, uma reunião de diversos ensaios, escritos ao longo de mais de 40 anos – o primeiro deles data de 1965 e o mais recente é de 2006. São vários os aspectos que trazem unidade a este livro: a perspectiva marxista adotada na análise dos diferentes temas; a preocupação em compreender os diferentes aspectos da dinâmica da formação social brasileira, e seus reflexos tanto...

    comprar