1º de Maio: a luta dos trabalhadores continua

Todos sabemos que o 1º de Maio é o dia da luta pelas 8 horas diárias de trabalho. Isso ocorreu há 131 anos. Naquela época os trabalhadores não tinham nenhum direito reconhecido. Com muita luta muitas greves, protestos e manifestações aos poucos a classe trabalhadora arrancou os chamados direitos trabalhistas. Não foi mole, não. Precisou muita força e participação de milhares de trabalhadores. Só para lembrar, no 1º de maio de 1919, aqui no Rio, na Praça Mauá, 60 mil manifestantes se reuniram para exigir esses direitos. Foram 10% da população da época. Mas demorou muitos anos ainda até se conquistar algum “direito”. Só anos depois os trabalhadores começaram a conquistar as “Leis Trabalhistas”.

E hoje? Não há mais nada a fazer? Ao contrário. Os empresários, os patrões querem voltar atrás. Querem retirar o que demorou 130 anos para ser conquistado. Como? Eles querem aumentar seus lucros ao extremo, por isso a exploração aumenta.

[Por Vito Giannoti, coordenador do Núcleo Piratininga de Comunicação.] 

Nesta edição do Boletim da Livraria Antonio Gramsci, você confere algumas dicas de livros fundamentais para o fortalecimento dos trabalhadores no mundo atual. 

A Livraria Antonio Gramsci fica na Rua Alcindo Guanabara, 17, Cinelândia, no centro do Rio de Janeiro. 

---

Comunicação dos Trabalhadores e Hegemonia

Vito Giannotti

NPC/Perseu Abramo

204 páginas

R$ 25,00

O último livro de Vito Giannotti apresenta reflexões sobre diversos conceitos, como o de hegemonia, pensado por Marx, Lenin e Gramsci. Nega veementemente o mito da neutralidade dos meios de comunicação e explica porque considera a mídia o verdadeiro partido da burguesia. Além de apresentar uma sólida base teórica, a obra oferece dicas práticas aos sindicatos e movimentos populares que desejam construir e aprimorar seus veículos de informação. Aborda, portanto, os meios impressos, rádios, TVs e internet, pensando em como aperfeiçoar desde a pauta até a linguagem e a diagramação, para que esses veículos sejam atrativos e compreendidos pela maioria da classe trabalhadora.

Comprar

---

A dialética do trabalho – escritos de Marx e Engels

Ricardo Antunes (org.)

Expressão Popular

232 páginas

R$ 18,00

Esse livro reúne textos e fragmentos de Marx e Engels que auxiliam na compreensão do papel e significado do trabalho. Também exploram a complexa dimensão presente no processo de trabalho, que pode tanto liberar quanto escravizar, humanizar ou degradar, emancipar ou sujeitar. Para Antunes, desconsideração desta dupla dimensão permitiu que muitos autores, equivocadamente, defendessem o fim do trabalho. O desafio maior da humanidade, entretanto, é dar sentido ao trabalho humano e, desse modo, tornar a nossa vida também dotada de sentido.

Comprar

---
Lobotomia e Comunicação - André Lobão

Trabalho e subjetividade 

O espírito do toyotismo na era do capitalismo manipulatório

Giovanni Alves

Boitempo

164 páginas

R$ 37,00

Giovanni Alves desvenda em seu livro um tema crucial na reestruturação produtiva do século XXI: a subjetividade do homem que trabalha. Resultado de um estudo sobre as engrenagens de envolvimento e sujeição do trabalhador no espaço laborativo e os processos de produção, o livro revela as influências de uma nova modalidade no mercado: a “empresa enxuta” ou “flexível”. Em substituição à coisificação típica da produção maquinal do taylorismo-fordismo, que formou a chamada sociedade do automóvel durante o século XX, surge uma nova lógica de controle e organização do trabalho, designada pelo autor como a “captura” da subjetividade. 

Comprar

---
O Evangelho segundo Jesus Cristo - José Saramago

Adeus ao trabalho?

Ensaio sobre as metamorfoses e a centralidade do mundo do trabalho

Ricardo Antunes

Boitempo

285 páginas

R$ 48,00

O problema de mudança na composição orgânica do capital, com as controvérsias que vem merecendo, preocupa, realmente, a todos nós. Detive-me nele, há tempos, quando havia em mim energia para isso. Em quase todas as línguas ocidentais, realmente, existe, hoje, extensa bibliografia a respeito. Atrás disso está a ideia singular de que a categoria trabalho está desaparecendo. É como aquela corrente que almeja uma sociedade em que só exista burguesia; sem proletariado. O livro é claro, objetivo, informado e indispensável aos que se preocupam com o problema.

Comprar

---

Trabalhadores, uni-vos! Antologia política da I Internacional

Marcelo Musto (org.)

Perseu Abramo/Boitempo

333 páginas

R$ 52,00

A Associação Internacional dos Trabalhadores (AIT) se tornou símbolo da luta de classes e influenciou as ideias de milhões de trabalhadores ao redor do planeta. O aniversário de 150 anos de sua fundação, em 1864, oferece uma importante oportunidade de reler suas resoluções, aprender com as experiências de seus protagonistas e para repensar os problemas do presente. Com textos inéditos, cuidadosamente selecionados e traduzidos, esta obra configura um arquivo importante para a história e a teoria do movimento dos trabalhadores. O livro conta ainda com uma extensa introdução crítica escrita por Marcello Musto.

Comprar

 

Redes Sociais

---

Contato
Rua Alcindo Guanabara, 17, térreo, Cinelândia (rua do Amarelinho)
Rio de Janeiro – RJ - CEP 20031-130
Tel. (21) 2220 4623

livraria@piratininga.org.br

livrariagramsci.com.br